Alexandra Nícolas: um pequeno perfil para uma grande artista

Alexandra Nícolas nasceu em São Luís, no estado do Maranhão – Brasil. Ela foi criada por três mulheres: sua mãe, sua avó e sua tia. Daí a força feminina de seu canto, que começou a praticar aos 12 anos nas rodas de samba com a família. Lá, a “cantora” sempre era convidada a mostrar seu talento.

Ainda na escola, ela se juntou a uma banda chamada “Hocus Pocus”, que animava festas na escola e na casa de amigos. Começou a cantar profissionalmente aos 17 anos, quando sua banda foi convidada para uma estadia na Eden Gallery, no centro de São Luis. Depois de uma estreia triunfante – a casa sempre lotada! – trabalhou com grandes nomes da música popular brasileira como Hilton Assunção, Marcelo Carvalho e o mundialmente conhecido percussionista Papete.

Ela deixou São Luís no início dos anos 1990 para estudar canto, dança e teatro no Rio de Janeiro. Lá, ela aprofundou seus estudos musicais, trabalhando com o professor de espanhol Paulo Barcelos. Estudou teatro com a atriz Camila Amado. Também praticou Ballet Flamenco na Casa da Espanha. Entretanto, também formou-se em Fonoaudiologia pela Universidade Estácio de Sá.

Quando voltou a São Luís, fez diversos shows para multidões de mais de duas mil pessoas.

Pesquisadora incansável dos ritmos e raízes da música popular brasileira, idealizou e atuou em espetáculos como “Balangandãs” (2003), dedicado a Carmen Miranda e às cantoras da época de ouro do rádio e da “Senhora das Candeias” (2009) -2010), totalmente dedicado à obra de Paulo Cesar Pinheiro e à influência da cultura africana na música brasileira. Este show envolveu 12 dançarinos profissionais.

Este último acabaria por se transformar em seu primeiro álbum de estúdio, “Festejos”, (Acari Records, 2012). O disco traz composições inéditas de Paulo Cesar Pinheiro (sozinho ou em parceria com Wilson das Neves, Roque Ferreira e João Lyra). O disco foi produzido por Luciana Rabello com arranjos de João Lyra e Maurício Carrilho. O álbum foi lançado no Teatro Rival no Rio de Janeiro e no Teatro Arthur Azevedo em São Luis. Ambos os eventos tiveram cobertura nacional pela imprensa.

Em 2018, Alexandra Nícolas lançou seu segundo álbum de estúdio, “Feita na Pimenta”, dedicado aos ritmos nordestinos, com ludicidade e sutis e provocantes duplo sentido – algo que se perdeu na moderna música pop comercial brasileira. O disco traz composições de Zeh Rocha, João Lyra, Roque Ferreira e Paulo Cesar Pinheiro, entre outros nomes nacionais. Também gravou canções de compositores maranhenses, notadamente Marco Duailibe, Cesar Nascimento e Betto Pereira, que a presentearam com canções especialmente para o disco. Ela também canta o dueto angustiante “Teu” com Zeca Baleiro, também maranhense. O álbum foi aclamado pelos maiores críticos musicais do Brasil em seus blogs.

Lançou o álbum nas maiores casas do gênero em uma turnê nacional que passou pelo Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e São Luis.

Este álbum rendeu a Alexandra dois prêmios: o Troféu Gonzagão, como intérprete superior da música nordestina, e o Prêmio Papete, por ser a artista que mais divulgou a música maranhense pelo Brasil.

Depois de se mudar recentemente para Ottawa – Canadá, Alexandra pretende aquecer o coração dos canadenses com suas músicas quentes, de ritmo forte e picante.

Be notified when Alexandra releases new music!

>